quarta-feira, 1 de julho de 2015

LIDIANÓPOLIS.

Comida de verdade no campo e na cidade foi o Lema da Segunda Conferência Municipal da Segurança Alimentar
Na tarde de segunda-feira (29), aconteceu  Segunda  Conferência Municipal com o lema “Comida de Verdade no Campo e na Cidade: por direitos e soberania alimentar”.


O evento teve a participação  da população, e vários setores públicos municipais.  Na oportunidade formou  o novo Conselho. As propostas que foram discutidas em três eixos serão encaminhadas para a conferência Estadual.

O trabalho foi conduzido palestrante Patrícia Pires.

O prefeito municipal Celso Antônio Barbosa,  reforçou que o município de Lidianópolis está cumprindo o que a determinação da  lei determina. “Estamos interessados em que os produtores do município sejam beneficiados, para mantermos a qualidade do nossos alimentos, que se destina a merenda escolar, o atendimento de vários programas em Lidianópolis e que vai pra nossas mesas”. O Técnico Agrícola do Município Rogério Rui Maia falou da importância do programa e da participação dos agricultores do município. Representando a EMATER da cidade de Ivaiporã a funcionária Lucia Socoloski, disse que a conferencia é importante para debater seus eixos que trará fortalecimento para a segurança alimentar do município



Lema

O lema apresentada pela  palestrante Patrícia  Pires, sobre a conferência foi escolhido considerando aspectos como a necessidade de se reforçar o conceito de alimentação adequada e saudável que se traduz, na prática, numa oposição aos produtos alimentícios essencialmente industrializados e ultra processados, da medicalização do alimento. Necessidade de tornar o debate mais visível e democrático, de se universalizar o direito à alimentação, de se afirmar a perspectiva de direitos, de defesa dos direitos e das tradições de agricultores familiares quanto ao uso livre da biodiversidade e do resgate da dimensão simbólica da alimentação tradicional diante do avanço das monoculturas, da degradação ambiental e da massificação de hábitos alimentares não saudáveis promovida pela indústria de alimentos, do uso abusivo de agrotóxicos e da liberação de transgênicos.

Eixos discutidos foram.

1 - Comida de verdade: avanços e obstáculos para a conquista da alimentação adequada e saudável e da soberania alimentar

2 - Dinâmicas em curso, escolhas estratégicas e alcances da política pública.

3 - Fortalecimento do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional.


O encerramento aconteceu com debates dos grupos e apresentação das propostas de cada um deles, encerrando com um delicioso café para os participantes.








 



LIDIANÓPOLIS.

Promoções Cyber Informática
















OFERTA.

 DE EMPREGO PARA FAXINAL

AGÊNCIA DO TRABALHADOR COMUNICA.
Precisa-se de: FARMACEUTICO (A)
Precisa-se de: TRABALHADOR RURAL PARA MORAR EM SITIO
Precisa-se de: TRABALHADOR RURAL (TRATORISTA) PARA MORAR EM FAZENDA;
Precisa-se de: TRABALHADOR RURAL PARA MORAR EM FAZENDAOS INTERESSADOS COMPARECER NA AGÊNCIA MUNIDOS DETODOS OS DOCUMENTOS, PRINCIPALMENTE A CARTEIRA DE TRABALHO.

PARANÁ.

Água mais cara em setembro

Banda B - Após aumentar em 12,5% a conta de água e esgoto em 2015 para todos os usuários do Paraná, um novo aumento pode acontecer até setembro. A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) enviou um comunicado ao mercado financeiro e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pedindo uma “revisão tarifária extraordinária” dos preços da água e do esgoto ao regulador do saneamento no Paraná, o Instituto das Águas. Qual seria o índice deste novo reajuste ninguém sabe já que a Sanepar não divulga. O que se sabe é que a conta de água deve subir de novo. O aumento deve chegar às contas dos consumidores a partir de 1º de setembro.

MAUÁ DA SERRA.

''UFC NA RUA'': Briga entre dois homens termina em facãozada

OLHA A FACA ! - A Policia Militar foi chamada para atender um briga entre dois homens nesta terça feira dia 30 as 18h00min na Av. Jamil Assad Jamus,  Um desentendimento entre os dois, quase terminou em tragédia, já que um dos agressores desferiu uma facãozada no outro. A briga foi entre um cidadão de nome com as iniciais V.F.A e R.L.R, a briga foi registrada pela policia como sendo tentativa de homicídio.

MP.

PR denuncia 125 envolvidos em corrupção na Receita Estadual de Londrina

rp_MINISTERIO-300x1521.jpg
O Ministério Público do Paraná, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e da Promotoria de Proteção ao Patrimônio Público de Londrina, apresentou nesta segunda-feira, 29 de abril, denúncia à Justiça contra 125 pessoas envolvidas em corrupção e organização criminosa na Receita Estadual da comarca. A denúncia é resultado da Operação Publicano II, deflagrada no dia 10 de junho.

Entre os denunciados estão empresários, servidores públicos, contadores e auditores da Receita Estadual (alguns já denunciados na Operação Publicano I) que atuavam, em distribuição de tarefas e de maneira hierarquizada, para facilitar a sonegação fiscal ou reduzir a imposição de penalidades tributárias, mediante o pagamento de propina.
Na nova denúncia o MP-PR aponta pelo menos 124 fatos criminosos praticados pelos acusados contra o erário. O processo tramita na 3ª Vara Criminal de Londrina.

    LIDIANÓPOLIS.

    Promoção Rosana Modas













    CONGRESSO.

    "Câmara rejeita redução da maioridade penal em caso de crimes graves"

    PEC precisava de 308 votos para ser aprovada, mas obteve 303
    G1 (NATHALIA PASSARINHO) - A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (30) o texto-base da proposta de emenda à Constituição (PEC) que reduz a maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes graves. Para ser aprovada, a PEC precisava de ao menos 308 votos favoráveis – equivalente a 3/5 do número total de deputados –, mas somente 303 deputados foram a favor. Outros 184 votos foram contra e houve 3 abstenções.Apesar da derrubada da matéria, a Casa ainda precisará votar o texto original, que reduz a idade penal para 16 anos em qualquer crime. De acordo com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a votação deverá ser retomada na próxima semana ou depois do recesso parlamentar de julho. Se a matéria for rejeitada outra vez, a proposta será arquivada. Pela PEC, poderiam ser penalizados criminalmente os jovens com 16 anos ou mais que cometessem crimes hediondos (como latrocínio e estupro), homicídio doloso (intencional), lesão corporal grave, seguida ou não de morte, e roubo qualificado. Eles deveriam cumprir a pena em estabelecimento separado dos maiores de 18 anos e dos menores de 16 anos.A rejeição da PEC foi comemorada por cerca de 200 manifestantes ligados à União Nacional dos Estudantes (UNE) e à União Nacional dos Estudantes Secundaristas (UNES) que acompanharam a sessão das galerias do plenário (veja vídeo acima). Eles gritaram palavras de ordem e repetiram o grito "não, não, não à redução". Por acordo entre líderes partidários, 10 parlamentares foram escolhidos para falar a favor do projeto em plenário e outros 10 discursaram contra. O líder do PMDB, Leonardo Picciani (RJ), defendeu a proposta. “É um texto que tem equilíbrio, propõe a redução para crimes graves, hediondos, crimes contra a vida. Fico imaginando a justificativa para se suprimir a vida de alguém. É injustificável, nem a idade nem a classe social justificam.”

    LONDRINA.

    Ônibus tomba em cima de carro e mata dois"

    Ao menos duas pessoas morreram e dezenas de estudantes ficaram feridos em um acidente envolvendo um ônibus de turismo e um carro na PR-537, no trecho entre os municípios de Bela Vista do Paraíso e Florestópolis, no norte do Paraná, no fim da tarde desta terça-feira (30 de junho). De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o coletivo tombou sobre os dois ocupantes do carro, o motorista Dirceu Gomes dos Santos, e o passageiro, Cláudio Sena, de 47 anos, que morreram na hora. Chovia no momento do acidente. O ônibus saiu de Florestópolis e levava alunos para universidades londrinenses, diz a PRE. Os feridos, segundo o Corpo de Bombeiros, foram encaminhados para o Hospital Municipal de Florestópolis.  (Texto do G1 e fotos do Bonde News)

    OPERAÇÃO.

    Apucarana, Novo Itacolomi e Cambira

    Policiais civis da 17ª SDP de Apucarana apreendem 20.300 fogos de artifícios
    Em data de 30 de junho terça-feira, Policiais Civis da 17ª SDP-Apucarana apresentaram o resultado de uma operação coordenada pelo chefe do setor Funesp, investigador Marco Augusto Penharbel. Foram vistoriados 42 locais que comercializavam artefatos de fogos de artifício, em Apucarana e nos municípios de Cambira e Novo Itacolomi, dos quais 39 estavam em desconformidade, não possuindo Alvará da Polícia Civil, e armazenando em locais inapropriados os referidos artefatos, onde resultou na apreensão de 20.300 caixas de fogos de artifício das mais variadas categorias, adquiridos de fábricas radicadas no Estado de Minas Gerais. O Delegado Chefe Dr. José Aparecido Jacovós, salienta que todos os anos acontecem incidentes com este tipo de material, e o resultado são pessoas feridas e até mortas, e que mesmo os considerados de menor potencial de risco, não devem ser manuseados por crianças. Alerta ainda que esse ano já foram registrados dois acidentes envolvendo crianças e adolescentes. As empresas serão notificadas pelas irregularidades.

    LIDIANÓPOLIS.

    Promoção O Quiosque