sábado, 3 de dezembro de 2016

REFLEXÃO.

As dificuldades da vida são para provar a inteligencia das pessoas.

PEGADINHA.

TA NA REDE.

Mulher acerta as contas com amante do marido.

VEJA O VÍDEO.

Mulher liga fio elétrico em galinheiro e mata ladrão de galinhas eletrocutado.

LIDIANÓPOLIS.

EXCURSÃO.
VIAGEM PARA APARECIDA DO NORTE
SAÍDA.
09/01/2017
CONTATO.
TONINHO/CELINA
43.99600.1030
43.99600.1030
RESERVAS ANTECIPADAS.



VAGAS LIMITADAS.

DEPUTADOS QUE REPRESENTA O MUNICÍPIO DE LIDIANÓPOLIS.



DEPUTADA ESTADUAL MARIA VICTORIA BORGHETTI.

DEPUTADO FEDERAL 

EVENTOS.

LIDIANÓPOLIS.

Evento com sorteio de um carro. Participe


Neste domingo 04 de dezembro, com início às 10:00 horas, acontecerá mais um grande evento em Lidianópolis,  no Estádio Municipal Juvenal Bento Alves. Será um grande torneio de carros rebaixados e encontro de carros antigos e motos antigas.  Também será sorteado um veículo Kadet, haverá  tendas com vendas de alimentos e segundo organizadores, está proibido ligar som automotivo, ou seja, será um evento familiar com a presença do DJ Samuel Nunes,  DJ JM, terá  escorregadores inflável,  pula pula gratuitamente,  brindes para as crianças e várias atividades. A entrada será somente R$ 5,00 + 1 kg de alimento não perecível. Os alimentos ficarão  em poder da Secretaria Municipal de Esportes que junto com a Secretária Municipal de Assistência Social, estará destinando as famílias carentes do Município de Lidianópolis. Haverá, no local,  ponto de venda de alimentos para que a pessoa possa entrar ao evento.

LIDIANÓPOLIS.

GRANDIOSO BAILE COM A BANDA LINS EM LIDIANÓPOLIS.
 

BAILÃO 

DO GRUPO DA MELHOR IDADE DE LIDIANÓPOLIS COM  A BANDA LINS. 
DATA
NESTA SEXTA FEIRA DIA 09 DE DEZEMBRO.
INICIO
 AS 13HRS30MIN
LOCAL 
CENTRO DE EVENTOS
ORGANIZAÇÃO 
EDIVALDO VIANA E LUCIA MONSÃO
REALIZAÇÃO
 SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, DEPARTAMENTO DE CULTURA E PREFEITURA DE LIDIANÓPOLIS.

MINISTRO DA SAÚDE.

Barros anuncia ampliação do Samu no Paraná

O Ministério da Saúde vai ampliar o Samu para todo o Paraná. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (2) pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, no encontro de prefeitas e prefeitos eleitos do Paraná, realizado em Foz do Iguaçu. Com o aumento, o serviço que hoje atende mais de nove milhões de pessoas, vai beneficiar toda a população paranaense, levando atendimento mais rápido ao paciente.

Atualmente, o Paraná conta com 12 centrais de regulação do Samu, 143 unidades básicas de saúde, 42 unidades de suporte avançado (USA), duas motolâncias e um aeromédico. Esses serviços atendem a 269 municípios. Para o financiamento dessa estrutura, o Ministério da Saúde repassa mensalmente R$ 5,4 milhões. Isso é mais uma mostra do que o órgão vem realizando para concentrar esforços no sentido de implementar a política de atenção às urgências, da qual o Samu é componente fundamental.
O Samu 192 atende mais de 76% da população brasileira: 157,2 milhões de habitantes, distribuídos em 3.049 municípios com acesso ao serviço no território nacional. Em todo o país, o Ministério da Saúde já habilitou 3.108 unidades moveis, sendo 2.525 unidades de suporte Básico, 583 Unidades de Suporte Avançado. Além disso, o país conta com 226 Motolâncias, 13 Equipes de Embarcação e 7 Equipes Aeromédicas. Os recursos repassados pelo Ministério para custeio do serviço tiveram aumento significativo, passando de R$ 432,5 milhões, em 2011, para R$ 1,01 bilhão em 2015.
POLÍTICAS PÚBLICAS – Ao falar para os novos prefeitos eleitos, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, destacou que hoje é o Dia Mundial de Luta contra a aids e pediu o engajamento de todos no combate à transmissão vertical da infecção por HIV. Ele ressaltou que nessa quarta-feira (30), em Brasília, lançou para os municípios um selo de Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical de HIV e/ou Sífilis no Brasil. “Hoje é um dia importante de alerta e, por isso, estamos aqui lançando esse desafio para vocês. Atualmente, 260 mil pessoas sabem que têm o vírus e não fazem o tratamento, e 112 mil tem o vírus e não sabem”, alertou o ministro.
Sobre o tratamento, o ministro destacou recente avanço do Sistema Único de Saúde (SUS) nessa área, que foi o início da oferta do Dolutegravir, considerado atualmente o melhor medicamento para tratamento da aids. “A partir de negociação com o laboratório, conseguimos reduzir de US$ 5,10 para US$ 1,50 o preço do medicamento. É o Ministério da Saúde ofertando o melhor medicamento para os brasileiros sem custar mais para o poder público”, afirmou Ricardo Barros.
DIA D – Além disso, Barros mobilizou os prefeitos e prefeitas para o Dia “D”, que será realizado nesta sexta-feira (02/12) em todo o país. O evento é uma mobilização nacional onde serão realizadas ações para lembrar que toda sexta-feira é dia de eliminar focos do mosquito. A campanha traz como foco “Sexta sem mosquito. Toda sexta é dia do mutirão nacional de combate”.

FONTE - FABIO CAMPANA

CAMPO MOURÃO.

Quadrilha invade fazenda, tranca famílias e comete assalto em Campo Mourão

Famílias que moram em uma fazenda no distrito de Piquirivaí, em Campo Mourão, passaram por momentos de terror nessa quinta-feira (1º) ao terem as casas invadidas por assaltantes. Os criminosos chegaram no início da madrugada e ameaçaram as vítimas com facas e revólveres. Encapuzados para evitarem sua identificação, os pelo menos oito homens arrombaram as portas das casas e trancaram todos os reféns em um cômodo usado para guardar veneno agrícola. Os ladrões roubaram cerca de R$ 4 mil em dinheiro, oito celulares, um televisor, um micro-ondas, um notebook, três carteiras com documentos pessoais, uma roçadeira e litros de venena agrícola. Os reféns trancados só conseguiram se soltar no início da manhã e então denunciaram o crime. A Polícia Militar não localizou os bandidos, mas recuperou o Fiat Strada que também havia sido roubado da fazenda. Massa News

CHEGADA DOS CORPOS.

Cerimônia de velório de vítimas de voo ocorre na Arena Condá, Chapecó

Caixões foram levados em cortejo aberto para o estádio da Chapecoense.
Na Arena Condá, haverá velório coletivo com corpos de 50 vítimas.

Sob aplausos e muita comoção, os corpos das 50 vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense chegaram à Arena Condá, estádio do clube, em Chapecó, Oeste catarinense. No local, haverá um velório coletivo. Os caminhões com os caixões saíram do aeroporto às 11h14 deste sábado e percorreram um trajeto de pouco mais de 10 quilômetros que durou pouco mais de uma hora.
Passava das 12h30 quando o público nas arquibancadas da Arena Condá aplaudia, um a um, cada caixão carregado por militares na chegada para o velório coletivo no estádio da Chapecoense (veja vídeo acima). Na área coberta montada sobre o gramado, reservada aos familiares e pessoas próximas, os caixões eram depositados.
Vítimas são homenageadas na Arena Condá (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)Vítimas são homenageadas na Arena Condá (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)
Às 13h25, todos as urnas haviam sido levados à área coberta. Às 13h28, a cerimônia começou na Arena Condá, com participação do apresentador Mário Motta. Em seguida, foram executados os hinos brasileiro e da Chapecoense, pela banda da Polícia Militar.
Depois, às 13h38, falou na Arena Condá o presidente em exercício da Chapecoense, Ivan Tozzo. Em seguida, discursou o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon. Antes de falar, ele colocou uma camisa do time Atlético Nacional, que jogaria com o clube catarinense na final da Copa Sul-Americana.
O próximo a falar foi o presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense, Plínio David de Nes Filho.
Participaram da cerimônia o presidente Michel Temer e o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. Além desses políticos, também havia várias personalidades do futebol, como o presidente da Fifa, Gianni Infantino, o secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman, o técnico da seleção brasileira, Tite, e os jogadores Seedorf e Puyol.
Cerimônia em aeroporto
Por volta das 10h30, os familiares das vítimas começaram a ser levados para o local no estádio onde ficarão os caixões durante o velório. A última urna funerária foi retirada às 10h47, com cerimônia com salva de três tiros com participação do presidente Michel Temer.

Caminhões com corpos das vítimas saíram do aeroporto às 11h04 (Foto: Reprodução)Caminhões com corpos das vítimas saíram do aeroporto às 11h04 (Foto: Reprodução)
Durante a cerimônia de honras militares, o presidente pretendia entregar às famílias a Medalha da Ordem do Mérito Desportivo como reconhecimento do governo federal e do povo brasileiro pelos serviços prestados ao país por todos os que estavam no voo que caiu na Colômbia na madrugada de terça (29), porém essa etapa da cerimônia foi adiada.
Chegada dos aviões
Os dois aviões da FAB que trouxeram os corpos chegaram às 9h28 e 9h43 ao Aeroporto Municipal Serafin Enoss Bertaso, em Chapecó. Os caixões começaram a ser retirados das aeronaves às 9h59.

A chegada dos aviões foi acompanhada por familiares das vítimas e pelo presidente Michel Temer. Ele e o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, participaram de uma cerimônia com salva de tiros com o primeiro caixão a ser retirado, do atacante da Chapecoense Thiaguinho.
Torcedores aguardaram chegada dos corpos sob forte chuva na Arena Condá (Foto: Janir Júnior/Globoesporte.com)
Torcedores aguardaram chegada dos corpos sob forte chuva na Arena Condá
(Foto: Janir Júnior/Globoesporte.com)
Chegada dos torcedores na Arena Condá
Moradores de Chapecó começaram a chegar por volta das 4h30 deste sábado (3) à Arena Condá para o velório coletivo. Segundo a RBS TV, alguns grupos passaram a madrugada na frente do estádio.

Os portões da Arena Condá abriram por volta das 7h30 para a entrada dos torcedores. Eles ocuparam as arquibancadas em silêncio. Chovia em Chapecó.
  •  
Militares levam caixão de vítima para a Arena Condá (Foto: AFP/Divulgação)Militares levam caixão de vítima para a Arena Condá (Foto: AFP/Divulgação)
Repórter do Globoesporte.com Laion Espíndula é homenageado com faixa na Arena Condá (Foto: RBS TV/Divulgação)Repórter do Globoesporte.com Laion Espíndula é homenageado com faixa na Arena Condá (Foto: RBS TV/Divulgação)
Telões na Arena Condá mostravam chegada dos corpos (Foto: Amanda Kestelman/GloboEsporte.com)Telões na Arena Condá mostravam chegada dos corpos (Foto: Amanda Kestelman/GloboEsporte.com)

SETOR POLICIAL.

Rapaz mata o cunhado em Maringá

No mês de novembro a Policia não registrou nenhum crime de homicídio na cidade, porém, no segundo dia de dezembro o primeiro assassinato foi confirmado em Maringá. Na rua Pioneira Leonarda Garcia Coelho no Jardim Colina Verde, Helinton Jonatâ Moreira dos Santos, 33 anos, às 18h30 desta sexta-feira caminhava com a sua esposa na calçada, no momento que foi abordado por seu cunhado, Jonathan Bissoli Miranda, 21 anos, que estava em um veículo VW Golf.O rapaz disparou contra Helinton três vezes, acertando-o no peito, em seguida entrou no carro e fugiu. Socorristas do Siate e Samu tentaram os procedimentos de reanimação mas a vítima não resistiu e faleceu no interior da ambulância. A mulher de Helinton disse aos policiais que o irmão havia brigado com o seu marido anteriormente, mas não soube dizer o que realmente motivou Jonathan matar o cunhado. Maringá Manchete

CAMBIRA.

 "DESAPROVAÇÃO DE CONTAS"

TCE-PR comprova falta de repasse patronal ao INSS, utilização indevida de receita e afronta ao Prejulgado 6, com a nomeação de servidora comissionada para responder pela contabilidade
A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Paraná emitiu parecer prévio pela desaprovação das contas de 2013 de Cambira (região Norte). As contas são de responsabilidade do prefeito Maurílio Santos (gestão 2013-2016). Em função das irregularidades comprovadas no processo, o gestor recebeu três multas, no valor total de R$ 4.352,94. Entre as irregularidades apontadas pela Coordenadoria de Fiscalização Municipal (Cofim) estão a falta de repasse de contribuições patronais ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e fontes de recursos com saldo negativo. Além disso, a unidade técnica apontou que houve utilização de receita vinculada em finalidade diversa da arrecadação, o que contraria as regras de gestão fiscal. O município também descumpriu o Prejulgado nº 6 do TCE-PR, no que se refere ao preenchimento da função de contador. Segundo a Cofim, a servidora Patrícia Marculina Silva, efetiva no cargo de recepcionista e designada para o cargo em comissão de Secretária de Fazenda, passou a responder pela contabilidade de Cambira. A unidade técnica argumentou que “a contabilidade na administração pública é imprescindível, tendo em vista a necessidade e obrigatoriedade de se prestar contas perante a sociedade do emprego do dinheiro público, da mesma forma que não há como desvincular que tais serviços sejam executados por profissionais de contabilidade, devidamente habilitado e ocupando o cargo de contador”. Ressalvas - Além das irregularidades, o relator do processo, conselheiro Artagão de Mattos Leão, fez ressalvas quanto ao déficit orçamentário das fontes financeiras não vinculadas e pela ausência de parecer do Controle Interno e do parecer do Conselho Municipal de Acompanhamento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O prefeito, Maurílio Santos, recebeu três multas previstas no artigo 87, IV, g, da Lei Complementar 113/2005, a Lei Orgânica do TCE-PR, para cada uma das irregularidades, no valor individual de R$ 1.450,98. O processo foi aprovado, por unanimidade, na sessão da Primeira Câmara do dia 1º de novembro. Cabe recurso da decisão. Os prazos passaram a contar a partir de 16 de novembro, data da publicação do acórdão nº 308/16 - Primeira Câmara, na edição nº 1.482, do Diário Eletrônico do TCE-PR, disponível no endereço www.tce.pr.gov.br. Após o trânsito em julgado do processo, o parecer prévio do TCE será encaminhado à Câmara Municipal de Cambira. A legislação determina que cabe aos vereadores o julgamento das contas do chefe do Executivo municipal. Para desconsiderar a decisão do Tribunal expressa no parecer prévio são necessários dois terços dos votos dos vereadores. Fonte TCE-PR.

APUCARANA.

"INVESTIMENTOS NA SAÚDE"

Dentistas farão diagnóstico de câncer bucal
Assessoria - No Brasil, incidência deste tipo de doença é considerada uma das mais altas do mundo. Pacientes que procurarem a rede de unidades de saúde de Apucarana, no período de 5 a 9 de dezembro, poderão realizar exames para diagnosticar o câncer bucal. O atendimento será realizado pelos dentistas que atuam nas UBS e os casos suspeitos serão encaminhados ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) da Autarquia Municipal de Saúde. Este tipo de câncer está entre os mais letais no Brasil entre homens e mulheres, principalmente entre fumantes e aqueles que consomem álcool. O dentista César Verona, coordenador do CEO da Autarquia Municipal de Saúde, diz que “o diagnóstico precoce é fator fundamental para o início imediato no tratamento desta doença”. Verona explica que no decorrer da próxima semana – de 5 a 9 de dezembro – os dentistas que atuam nas unidades de saúde de Apucarana estão aptos a recepcionar os pacientes e realizar os exames iniciais. “Os primeiros sinais são feridas nos lábios, na língua ou nas bochechas, mas o exame mais aprimorado, no setor de estomatologia do CEO é que indicará se o paciente está com a doença”, frisa o dentista. De acordo com o semiologista Fábio Bianchi, “o câncer de cabeça e pescoço é responsável por uma grande incidência de óbitos em todo o mundo, sendo que as de origem na boca é considerada uma das mais altas no mundo”. Bianchi esclarece que “o exame da boca realizado pelo dentista é sempre recomendado anualmente, mesmo que o indivíduo não possua dentes”. Ele acrescenta que “o exame pode ser realizado em casa e em qualquer sinal de alteração o dentista deve ser procurado”.

TRÁGICO.

Acidente fatal entre Manoel Ribas e Ivaiporã

A batida envolveu uma Caminhoneta Kia de Manoel Ribas e um Fiat Uno de Curitiba. Um dos passageiros, natural de Jardim Alegre, morreu no local 
Por volta da 01:00 da madrugada deste sábado, 3 de dezembro de 2016, o Corpo de Bombeiros Comunitário, de Manoel Ribas, foi acionado para atender um acidente fatal entre Manoel Ribas e Ivaiporã, na Curva da Santa Salete, PR-466. Ao chegar ao local, segundo do Agente “Da Luz”, que é da Defesa Civil, foi constatado que um Fiat Uno, com placas AIO- 3564, de Curitiba, conduzido por Elias Rodrigues Simas, a princípio, rodou na pista e bateu a parte traseira contra uma Caminhoneta Kia Sportage, com placas AUX- 3794, de Manoel Ribas, conduzida por Celso Delalibera, o conhecido “Celso da Centagro”, empresa de Manoel Ribas. Com o impacto, houve danos de grande monta, e um dos passageiros do Fiat Uno, de nome Jose Rodrigues Simas, 57 anos, natural de Jardim Alegre,  faleceu no local. Além dele: Ezequias da Silva Carlos, saiu gravemente ferido, Alina Cochiman, ilesa, e o motorista com ferimentos leves. Eles voltavam de Curitiba. O empresário Celso, de Manoel Ribas, não se Feriu. A Polícia Rodoviária de Pitanga, esteve no local, e iria apurar as causas da batida.  SEPULTAMENTO - Segundo a Funerária Aliança, de Ivaiporã, a família decidiu velar José Rodrigues Simas, de 56 anos, na Capela Municipal de Jardim Alegre e seu sepultamento será no domingo, dia 04 de dezembro, às 11:00 horas,  no Cemitério Municipal de Jardim Alegre .

INVESTIGAÇÃO.

 Preso acusado de matar homem em Lunardelli


Em um competente trabalho da Delegada Dra. Karen Friedrich Nascimento, de São João do Ivaí, acusado de homicídio é preso em Ivaiporã

Apesar das dificuldades que a Polícia Civil tem encontrado, com falta de efetivo e estrutura, a região Vale do Ivaí está bem servida com jovens e competentes delegados. Foi usando esta competência, que a Dra. Karen Friedrich Nascimento, de São João do Ivaí, investigou, em uma ação conjunta com o também competente Delegado: Dr. Gustavo Dante da Silva, de Ivaiporã, e chegou a prisão de Marcelo José Sales (Morador de Ivaiporã). Ele é o principal suspeito de matar Jurandir Gomes Tenório, que era morador de Jardim Alegre. Sales já tem várias passagens pela Polícia, usa tornozeleira eletrônica e foi detido na Rua Durvalina Dias de Jesus, em Ivaiporã, pela equipe do Gustavo Dante. Foi apurado, até o presente momento, que o preso havia feito negócios com Jurandir, como barganha de carros e a suposta venda de um caminhão, que desapareceu, após a morte da vítima. Com a prisão, a Polícia Civil, espera esclarecer exatamente o que ocorreu. SOBRE O CRIME -  Conforme noticiamos no dia dos fatos, Jurandir Gomes Tenório, de Jardim Alegre, foi encontrado morto em Lunardelli. Ele foi morto com pancadas na cabeça, agressões que quebraram ossos do crânio.  A Polícia Militar foi acionada para registrar um achado de cadáver, no dia 23 de Agosto, de 2016, na região da Mata da Suíça, em Lunardelli, mais precisamente próximo a Rodovia PR -082, saída para São João do Ivaí, na Fazenda Ubá (Dois km dentro da Mata Suíça). O corpo foi encontrado por cortadores de cana e um responsável pela empresa Ivaicana, que acionou a Polícia. A vítima estava em adiantando estado de decomposição e parte da região da cabeça, devorada por animais. Naquele dia, a  Keila, o IML, de Ivaiporã, informou que a família de Jurandir Gomes Tenório, um caminhoneiro que havia saído de Jardim Alegre, no Vale do Ivaí, no dia 1º de Agosto, de 2016, com um caminhão Mercedes Benz, vermelho, destino a região de Pitanga e desapareceu, foi ao instituto  e reconheceu o corpo. Segundo Alvino Cândido, o "Preto", agente da Polícia Civil, Jurandir deveria ter voltado de Pitanga no mesmo dia, mas isso não ocorreu.

300 MILHÕES PARA PREFEITURAS.

Richa anuncia R$ 300 milhões a fundo perdido para pequenos municípios

Resultado de imagem para Richa anuncia R$ 300 milhões a fundo perdido para pequenos municípios

Resultado de imagem para Richa anuncia R$ 300 milhões a fundo perdido para pequenos municípiosO governador Beto Richa anunciou nesta sexta-feira (02 de dezembro, de 2016), durante evento com prefeitos eleitos, em Foz do Iguaçu, a liberação de R$ 300 milhões a fundo perdido para os municípios paranaenses com menos de 50 mil habitantes. Os recursos são do Plano de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios (PAM) e serão aplicado em projetos definidos pela população em audiências públicas.   Ao todo, em 2017, o Estado disponibilizará R$ 1,5 bilhão aos municípios, somados recursos a fundo perdido e linhas de financiamentos. “Ampliamos os recursos aos municípios porque fizemos a lição de casa e estamos com as contas em dia. Queremos atender o maior número possível de municípios para que tenham condições de fazer obras que melhorem a vida dos moradores”, afirmou o governador.   Os recursos serão aplicados em mais diferentes projetos, desde pavimentação de ruas, barracões industriais, aquisição de caminhões-caçamba, ambulâncias e micro-ônibus, construção de capelas mortuárias. Cerca de 367 municípios do Paraná podem se habilitar a receber os recursos do PAM. “Quero reafirmar aqui o caráter municipalista da nossa gestão. Contem com o nosso governo para auxiliar na administração municipal”, disse Richa. 

REFLEXÃO.

É final de semana, e Deus abençoando com a tão sonhada  chuva, nós e as plantas agradecem.

ABORTO.

Justiça autoriza que mulher vítima de estupro faça aborto em Foz do Iguaçu

Do G1
A Justiça autorizou a interrupção da gravidez de uma mulher de 22 anos, vítima de estupro em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná. O pedido foi feito pela Defensoria Pública no município.
A mulher disse à Defensoria Pública que não contou a ninguém sobre a violência sofrida. Dois meses depois, descobriu a gravidez, procurou um hospital público e pediu que o bebê fosse retirado.
O pedido, no entanto, foi negado, mesmo depois do registro de um boletim de ocorrência – desnecessário, neste caso, de acordo com a Defensoria, já que a mulher foi vítima de violência e tem motivos para não expor o crime.
“Praticar aborto é conduta punível pelo Direito brasileiro. Entretanto, a lei prevê algumas hipóteses em que ele é considerado legal. Uma dessas hipóteses é em caso de gravidez resultante de estupro. Existem apenas dois requisitos legais para a realização do aborto decorrente de estupro: que ele seja realizado por um médico e que haja o consentimento da gestante”, explica a defensora pública Maria Fernanda Ghannage Barbosa.
Os documentos do caso, então, foram levados à Justiça, que, quatro dias depois, autorizou a interrupção da gestação. O procedimento teve que ser feito com pressa, já que deveria ser feito até a 12ª semana de gestão e a mulher já estava na 11ª.
A demora na descoberta da gravidez ocorreu porque a mulher teve sangramentos e imaginou que fosse menstrução, de acordo com a Defensoria. Os enjoos e dores é que fizeram com que ela desconfiasse da gestação.
A jovem foi atendida, na Defensoria, pela assistente social Patrícia Vicente Dutra. “Ela [a vítima] se emocionou muito. Relatou que não sente qualquer afeto ou desejo pela criança que gesta, já que é fruto de uma violência brutal. Além disso, tendo em vista o descolamento da placenta, tem sentido fores dores, incômodos e mal-estar. Ela relatou ainda que, desde o ocorrido, teve muita dificuldade de se expressar, de procurar ajuda”, explicou a assistente.
Decisão
A juíza responsável pela decisão reforçou a dispensa de documentos que comprovem a violência sexual, lembrando que a Legislação já prevê a interrupção da gravidez em caso de estupro.

De acordo com Maria Fernanda, este caso é muito representativo da condição da mulher na sociedade brasileira.
“As pessoas ainda partem da premissa equivocada de que as mulheres que solicitam o aborto legal são mentirosas, que a vítima de violência é a culpada pela violência sofrida. Para mim, ao mesmo tempo em que esse caso, com uma decisão favorável, representou uma vitória, ele também foi a representação de toda violência a que nós, mulheres, ainda estamos submetidas dentro de uma sociedade que pretende ser livre e igualitária, mas que na verdade ainda é machista, patriarcal e opressora”, afirma a defensora pública.