sábado, 5 de agosto de 2017

NOTICIA CURIOSA

Peixe carnívoro que habita os rios do Amazonas pode entrar na uretra e no ânus. Foto: Divulgação


Candiru pode ficar alojado dentro do corpo humano e levar a morte
Um peixinho aparentemente inofensivo, chamado candiru, pode causar danos bastante significativos aos seres humanos. O candiru é um peixe nativo da Amazônia, também considerado um tipo de parasita.

Muitas pessoas acreditam que a existência do candiru seja uma lenda, mas a verdade é que ele existe sim, e pode penetrar no corpo humano, exigindo um tratamento imediato.

Com formato alongado e pequeno, esse peixe atrevido consegue entrar na uretra e no ânus dos seres humanos. O peixe é semelhante a uma enguia pequena, com cerca de 7 ou 8 centímetros de comprimento, mas, em Manaus já foram retirados de dentro de corpos de pacientes alguns peixes com mais de 12 cm.

Ele entra na uretra ou no ânus dos banhistas e se instala na região genital, só podendo ser removido através de cirurgia.

Candiru retirado da beira de um lago

O candiru acessa a região atraído pela urina humana. Ele pode penetrar o genital de homens e mulheres. O peixe se alimenta de sangue e começa a causar cortes na região onde está instalado. Quanto mais sangue ele encontrar no corpo, mais ele pode penetrar.


O candiru pode provocar hemorragias e infecções nas pessoas. Essas condições, em alguns casos, podem levar à morte. As vítimas desse peixe precisam de hospitalização com máxima urgência.

Candiru retirado de dentro de pênis de paciente em Manaus tinha 12 cm

Estima-se que o peixe faça, pelo menos, quatro vítimas por ano no Brasil. Para evitar o candiru, as pessoas devem adotar comportamentos preventivos. Confira algumas informações importantes:

1. Não nade sem roupa ou com calções e biquínis largos em rios;

2. Nunca faça xixi na água;

3. Evite fazer sexo em lagos ou rios.

O peixe carnívoro pode mudar de tamanho e formato conforme a região

 Ele também é conhecido como peixe-vampiro, pois se alimenta de sangue e vive em água doce.

Esse peixe parasita costuma ser mais temido do que as piranhas por causa de seu perfil aerodinâmico e pelo elevado risco de morte que provoca.

Em Manaus, o médico Anoar Samad, urologista, retirou de um paciente um candiru com mais de 12 cm. Ele ficou alojado por 4 dias dentro do pênis de um paciente.

Candiru de 12 cm foi retirado de dentro de paciente que fez xixi no rio

O homem resolveu urinar na beira do rio, com o pênis fora da água. O candiru conseguiu sair da água e subir a urina do homem até chegar na entrada do órgão genital. 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no Facebook e no Twitter.

"foi tudo muito rápido e quando eu olhei para baixo, só viu o rabo dele para fora da entrada do meu pênis. Quando tentei puxar, era liso como sabonete. Depois ele entrou completamente", disse o paciente em uma reportagem para o documentário 'Monstros do rio'. 

 VEJA FOTOS

Exame mostra peixe dentro do corpo humano

O peixe pode causar feridas no corpo humano e levar o paciente a morte

Candiru é um peixe que se alimenta de sangue
(Fotos: Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o