segunda-feira, 17 de julho de 2017

TEMPERATURA

Condições do tempo no Paraná

Nesta segunda-feira (17) é esperada uma mudança brusca das condições do tempo no Paraná. A frente fria segue seu deslocamento pelo Estado, com previsão de chuva na maioria das regiões e ainda pode ter algumas rajadas de vento. No entanto, na retaguarda deste sistema frontal, uma intensa massa de ar polar ingressa na Região Sul e causa forte resfriamento ao longo do dia nas regiões paranaenses, tanto que será observado um rápido e expressivo declínio de temperatura, principalmente a partir da tarde. A sensação de frio aumenta abruptamente e, por causa do ar frio e do vento, teremos uma noite muito gelada no Estado, inclusive com chance de observação de geada negra na virada de segunda para terça-feira entre o sudoeste e sul paranaense. Além disso, um pouco antes a combinação de muita umidade e muito frio proporciona uma condição favorável ocorrência de chuva congelada e até mesmo a possibilidade de queda de neve em alguns municípios da divisa com Santa Catarina entre o fim da tarde e início da noite, especialmente nas áreas de serras entre Clevelândia, Palmas, General Carneiro, etc.
Os próximos dias da semana serão bem gelados nas regiões paranaenses e o destaque passa a ser a ocorrência de geadas e o frio intenso ao amanhecer.

Terça-feira, 18 de Julho de 2017
Terça-feira gelada no Paraná. A frente fria começa a deixar o Estado, mas, na madrugada, ainda chove entre as áreas mais ao norte e leste. O grande destaque mesmo é a massa de ar polar que se estabelece sobre a Região Sul e causa forte declínio das temperaturas também nas regiões paranaenses. O amanhecer será de muito frio e mesmo ao longo do dia não esquenta e permanece gelado por causa do vento. A perspectiva é de registro de valores negativos de temperatura no Centro-Sul e em parte do Sudoeste e Campos Gerais. O ar frio também se espalha pelas áreas do norte paranaense e a temperatura diminui muito em comparação aos dias anteriores. A previsão é de formação de geadas fortes e também há risco de prejuízos para a agricultura em função da combinação de ar frio e vento (geada negra).
Fonte: SIMEPAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o