quarta-feira, 19 de julho de 2017

TCU

PF implica ministros do TCU em esquema de corrupção

TCU-plenarioA Polícia Federal (PF) apontou indícios de que o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Raimundo Carreiro, e o também ministro da Corte Aroldo Cedraz fariam parte de um esquema de corrupção para favorecer a empreiteira UTC em um processo relacionado às obras da usina de Angra 3 no Tribunal de Contas.
Em relatório conclusivo sobre a investigação, a delegada Graziela Machado da Costa e Silva sustenta que as provas colhidas corroboram declarações de cinco delatores que mencionaram pagamento ao advogado Tiago Cedraz, filho de Aroldo, para que conseguisse influenciar o julgamento do caso. Raimundo Carreiro informou que vem prestando “todos os esclarecimentos solicitados”. Aroldo Cedraz reiterou sua “total isenção, já demonstrada ao longo de 11 anos de atuação como magistrado”. Tiago Cedraz não se manifestou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o