quinta-feira, 11 de maio de 2017

VEJA ESSA NOTICIA.

Gleisi ataca Igreja Católica por fechar as portas para vigília pró-Lula

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) atacou a Igreja católica por não permitir que petistas, MST, CUT, UNE, APP-Sindicato fizessem uma vigília dentro da catedral de Curitiba em apoio ao ex-presidente Lula interrogado pelo juiz Sergio Moro.
Enquanto Gleisi Hoffmann circulava agitada a gritar “cadê as provas? cadê as provas?”, o senador Roberto Requião não deu o ar de sua graça para apoiar Lula em Curitiba. Escafedeu-se. Achou melhor não provocar Curitiba, que conhece bem. 
Lula esteve na capital paranaense para interrogatório com o juiz federal Sérgio Moto. Lula é acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de ter se beneficiado com propinas da construtora OASdesviadas de três contratos da empreiteira com a Petrobras. O dinheiro, cerca de cinco milhões de reais, teria sido destinado à aquisição e reforma de um apartamento tríplex no Guarujá e aos custos de armazenamento do acervo presidencial do petista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o