quarta-feira, 17 de maio de 2017

SERÁ QUE ERA NECESSÁRIO?



PM diz que gastou R$ 110 mil no esquema de segurança para o interrogatório de Lula em Curitiba.
PM faz barreira em frente ao prédio da Justiça Federal, em Curitiba (Foto: Filipe Rosa/ RPC)
A Polícia Militar (PM) informou que gastou R$ 110 mil no esquema de segurança montado em função do interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em um dos processos que ele responde na Operação Lava Jato em Curitiba. Esta quantia, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná, foi gasta em cinco dias.
Os dados foram divulgados a partir do pedido de informação do deputado estadual Tadeu Veneri (PT) e divulgados por ele na terça-feira (16).
O ex-presidente Lula foi a Curitiba em 10 de maio. Em virtude da passagem dele pela cidade, houve bloqueio no trânsito, desvio no trajeto de linhas de ônibus e áreas reservadas para manifestações favoráveis e contrárias ao ex-presidente. Nenhuma ocorrência foi registrada.
Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o petista recebeu R$ 3,7 milhões em propina, de forma dissimulada, da empreiteira OAS. Em troca, a empresa seria beneficiada em contratos com a Petrobras. O ex-presidente nega as acusação.
Ainda conforme o secretaria, 1.700 policiais estaduais participaram do esquema de segurança e houve patrulhamento aéreo ostensivo via helicóptero. Foram 16 horas de voo; cada uma custou R$ 2.500,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o