segunda-feira, 15 de maio de 2017

MAIS INFORMAÇÕES.

Policia prende o suspeito de assassinar a jovem Vanessa em São João do Ivaí

Aos ser surpreendido pela moça, durante o roubo, o assassino decidiu matar a jovem com golpes de faca, tesoura e ainda com pancadas na cabeça, utilizado uma bateria de carro
A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, texto
Em menos de 48 horas, a polícia civil conseguiu prender um homem suspeito de ter assassinado a jovem Vanessa Formentini de 26 anos a facadas na cidade de São João do Ivaí. O crime ocorreu na manhã deste sábado (13), e a polícia conseguiu efetuar a prisão na manhã desta segunda-feira (15). Segundo informações do Dr. José Jacovós, de Apucarana, o rapaz preso foi identificado como sendo Cleiton de Souza Gomes, 19 anos, entrou na casa da vítima com intenção de roubar o carro da família que estava na garage, mas ele foi surpreendida pela jovem que o conhecia, para que ela não o denunciasse, Cleiton decidiu mata-la com golpes de faca, e ainda utilizou-se de uma bateria de carro onde efetuou com pancadas na cabeça. O Repórter Wellyngton Jhonis parabeniza o bom trabalho que as Policias Civil, Militar e também o Delegado José Jacovoz e a Delegada Karen que prestou pela prisão desse elemento. CRIME - Vanessa Formentini, de 26 anos, foi encontrada morta na manhã deste sábado (13), na casa em que mora com os pais, na cidade de São João do Ivaí. A jovem é filha do Luiz do supermercado São Luiz, onde foi encontrada morta na sala pelo seu próprio irmão. Segundo informações da Polícia Militar, que devem ser confirmadas em laudo do IML, a vítima foi atacada por arma cortante, principalmente na região do pescoço e cabeça. O corpo também tinha sinais de espancamento. A casa fica localizada na rua João Pepino Batista, imagens de uma câmara de segurança de uma casa vizinha poderá ajudar na identificação do suspeito, o celular de Vanessa também será investigado. A morte dá jovem causou grande comoção na cidade. Rede Social - A notícia da morte de Vanessa, causou comoção nas redes sociais. As mensagens são de pessoas que sequer conheciam a jovem, mas ficaram sensibilizadas com a tragédia da qual ela foi vítima. Segundo informações do Delegado Jacovos, a delegada Karen está acompanhando os procedimentos, uma perícia de Maringá e Apucarana está no local, e foi utilizado uma tesoura e uma bateria para golpes contra a cabeça.
Assistam no link a entrevista da delegada Dra. Karen de São João do Ivaí, ao repórter Herithon Paulista. W.Jhones

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o