segunda-feira, 7 de agosto de 2017

SETOR POLICIAL

Homem é flagrado pela terceira vez com macacos-pregos


Na sexta-feira (4), um homem foi detido pela Polícia Militar Ambiental de Londrina por caça e maus-tratos a animais silvestres. Apenas neste ano, o homem já foi detido três vezes pelo mesmo crime. Em todas as vezes, ele tinha macacos-prego e outros animais silvestres. No caso dos macacos, alguns foram encontrados vivos e outros, mortos. De acordo com a Polícia Ambiental, o flagrante foi realizado em um lava-rápido, após denúncias anônimas informando que naquele estabelecimento da Avenida Santa Mônica, na Vila Santa Terezinha, animais silvestres eram comercializados. Ao chegar no local, a polícia abordou o dono do lava-rápido, Nazilson Valdeir Moreira de Gois, que contou que tinha um filhote de arara Canindé. Ao fazer a revista no estabelecimento, a equipe encontrou mais do que uma arara: foram apreendidos sete filhotes de jabuti, quatro iguanas, dois macacos-prego vivos e outros dois mortos. Essa apreensão foi parecida com a realizada pelo mesmo pelotão, em abril deste ano. O número de cada animal encontrado em cativeiro foi idêntico e os policiais também receberam denúncia para fazer a apreensão dentro da cidade de Londrina. Conforme a polícia, o homem relatou, naquela ocasião, que uma outra pessoa apareceria no local para buscar os animais mortos e empalhá-los. Em janeiro, o homem foi abordado também pela Polícia Rodoviária Federal entre Ibiporã e Jataizinho e foi autuado por transportar – sem autorização – cinco macacos-prego. A Polícia Ambiental afirma também, que o suspeito já paga cestas-básicas por ter sido condenado anteriormente quando foi flagrado em posse de uma Jiboia. O Diário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o