domingo, 6 de agosto de 2017

Evangelho segundo S. Mateus 14,13-21.


Naquele tempo, quando Jesus ouviu dizer que João Baptista tinha sido morto, retirou-Se num barco para um local deserto e afastado. Mas logo que as multidões o souberam, deixando as suas cidades, seguiram-n’O por terra. 
Ao desembarcar, Jesus viu uma grande multidão e, cheio de compaixão, curou os seus doentes. 
Ao cair da tarde, os discípulos aproximaram-se de Jesus e disseram-Lhe: «Este local é deserto e a hora avançada. Manda embora toda esta gente, para que vá às aldeias comprar alimento». 
Mas Jesus respondeu-lhes: «Não precisam de se ir embora; dai-lhes vós de comer». 
Disseram-Lhe eles: «Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes». 
Disse Jesus: «Trazei-mos cá». 
Ordenou então à multidão que se sentasse na relva. Tomou os cinco pães e os dois peixes, ergueu os olhos ao Céu e recitou a bênção. Depois partiu os pães e deu-os aos discípulos, e os discípulos deram-nos à multidão. 
Todos comeram e ficaram saciados. E, dos pedaços que sobraram, encheram doze cestos. 
Ora, os que comeram eram cerca de cinco mil homens, sem contar mulheres e crianças. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o