sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Evangelho segundo S. Mateus 14,1-12.


Naquele tempo, o tetrarca Herodes ouviu falar da fama de Jesus 
e disse aos seus familiares: «Esse homem é João Baptista que ressuscitou dos mortos. Por isso é que nele se exercem tais poderes miraculosos». 
De facto, Herodes tinha mandado prender João e algemá-lo no cárcere, por causa de Herodíades, a mulher de seu irmão Filipe. 
Porque João dizia constantemente a Herodes: «Não te é permitido tê-la por mulher». 
E embora quisesse dar-Lhe a morte, tinha receio da multidão, que o considerava como profeta. 
Ocorreu entretanto o aniversário de Herodes e a filha de Herodíades dançou diante dos convidados. Agradou de tal maneira a Herodes, 
que este lhe prometeu com juramento dar-lhe o que ela pedisse. 
Instigada pela mãe, ela respondeu: «Dá-me agora mesmo num prato a cabeça de João Baptista». 
O rei ficou consternado, mas por causa do juramento e dos convidados, ordenou que lha dessem 
e mandou decapitar João no cárcere. 
A cabeça foi trazida num prato e entregue à jovem, que a levou a sua mãe. 
Os discípulos de João vieram buscar o seu cadáver e deram-lhe sepultura. Depois foram dar a notícia a Jesus. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o