sábado, 29 de julho de 2017

A FÉ

Pastor que matou a esposa em Iranduba diz que praticou o crime ao descobrir traição. Foto: Divulgação



Pastor Lasmar confessou assassinato da professora com quem era casado
A polícia cumpriu na tarde desta sexta-feira a prisão do pastor evangélico, José Lasmar de Andrade Almeida, 43, acusado de matar a própria esposa.

Ele é acusado de matar com um golpe “mata-leão” a professora Rocicleide Araújo da Silva, 34, depois de uma discussão entre eles, no dia 7 de maio deste ano.

O crime ocorreu na casa do casal, no município de Iranduba, distante 28 Km de Manaus.

De acordo com o delegado de Captura e Polinter, Bruno Fraga, o pastor evangélico foi localizado e preso no Conjunto Viver Melhor 2, na Zona Norte de Manaus.

Em seu depoimento, o Pastor Lasmar disse que matou Rocicleide Araújo e escondeu o corpo numa área de mata nos arredores da casa da família, em Iranduba.

"Fiz isso depois de descobrir que ela estava me traindo com outro homem", afirmou ele.

Pastor chorou após confessar o crime (Foto: Divulgação)


Segundo o delegado do caso, o homem afirma que tinha medo de ser morto pelo amante da esposa.
Uma das irmãs da professora assassinada, a frentista de posto de gasolina, Sebastiana Maquiné, 37, tentou agredir o pastor no momento da prisão.

“Minhã irmã nunca faria uma traição conjugal e muito menos era agressiva. Esse monstro sim, era muito ciumento e agressivo”, gritou Sebastiana Maquiné.

O pastor Lasmar foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exames e em seguida foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória onde vai ficar a disposição da Justiça.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o