terça-feira, 20 de junho de 2017

VEJA ESSA NOTICIA

Médica será indenizada

O Tribunal Regional do Trabalho do Paraná (TRT-PR) manteve a condenação que obriga o Hospital Evangélico de Curitiba a indenizar a médica Virgínia Soares de Souza, que chefiava a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), da instituição. Segundo o advogado Guilherme Assad de Lara, além da absolvição criminal, a médica teve confirmada definitivamente indenização de aproximadamente R$ 4.000.000,00 na ação trabalhista. O advogado informou que a decisão agora é definitiva e não cabe mais recursos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o