domingo, 4 de junho de 2017

SALVADOR.

Cidades em emergência por seca e chuva

Salvador - Da noite para o dia, a terra seca deu lugar à lama que invadiu as casas e deixou mais de 70 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas. As chuvas que caíram no agreste e litoral de Alagoas e Pernambuco nesta semana fizeram com que municípios dos dois Estados vivessem uma situação incomum: estão em situação de emergência por causa da estiagem ou seca e também por causa da chuva.
Na última semana, o Ministério da Integração Nacional reconheceu emergência em 51 cidades alagoanas e pernambucanas. Destas, 18 já estavam com decretos de emergência em vigor por motivo de seca ou estiagem, sendo quatro em Pernambuco e 14 em Alagoas.
O decreto de emergência tem duração de seis meses e permite que os municípios contratem sem licitação para obras emergenciais e serviços como a contratação de carros-pipa. O acúmulo de mais de um decreto de emergência é legal, já que eles dão acesso a recursos de diferentes fundos e programas do governo federal.
As outras cidades com decretos de chuva e seca ou estiagem são Barra de Guabiraba, Lagoa dos Jatos e Jurema, em Pernambuco, e Atalaia, Cajueiro, Capela, Chã Preta, Colônia Leopoldina, Igreja Nova, Joaquim Gomes, Jundiá, Paulo Jacinto, Quebrangulo, Rio Largo, União dos Palmares e Viçosa em Alagoas.
João Pedro Pitombo
Folhapress/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o