segunda-feira, 26 de junho de 2017

PESQUISA

 Lula tem maior rejeição, mas continua na liderança

Lula mantém liderança para 2018; Marina e Bolsonaro estão empatados em segundo. Já a popularidade de Temer, caiu para 7%


Conhecido por 99% dos brasileiros, Lula tem a maior rejeição: 46% dizem que não votariam nele de jeito nenhum. O patamar é similar ao aferido em abril (45%). Em segundo, Alckmin, acusado por delatores da Odebrecht de ter usado caixa dois, o que ele nega, teve a rejeição aumentada de 28% para os atuais 34%. Ele é conhecido de 87% do eleitorado. Conhecido por 63%, Bolsonaro, com discurso de ultradireita, é descartado por 30%. Moro, conhecido por 79%, tem rejeição de 22%. E Doria, novato na política eleitoral, é conhecido por 59% e rejeitado por 20%. Sobre a Pesquisa, matéria publicada pelo portal do jornal "O Globo", revela que o levantamento feito pelo Datafolha, divulgado nesta segunda-feira, dia 26 de junho, pelo jornal "Folha de S. Paulo" sobre a disputa presidencial de 2018, aponta que o ex-presidente Lula (PT) mantém a liderança. Ele tem de 29% a 30% das intenções de voto. O petista é seguido por Marina Silva (Rede) e Jair Bolsonaro (PSC). Os dois estão empatados em segundo lugar. De acordo com a pesquisa, o deputado federal tem tendência de alta. Ele tinha 8% das intenções de voto em dezembro de 2016. Em abril, passou para 14% e agora aparece com 16%. Os números são sempre no cenário em que o candidato do PSDB é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Já o tucano oscilou positivamente em simulações de primeiro e segundo turnos. Sua rejeição, porém, cresceu para 34%, atrás apenas da de Lula. Joaquim Barbosa (sem partido), ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), aparece em quarto, com 11% das intenções de voto. Os possíveis cenários de segundo turno indicam vitória de Lula em todas as situações: tanto diante de Bolsonaro, como de Alckmin e Doria. O petista, no entanto, empata com Marina Silva e o juiz Sergio Moro (sem partido) na margem de erro, de dois pontos percentuais. Marina, por sua vez, sairia vitoriosa diante de Bolsonaro. Na pesquisa, em caso de segundo turno, Ciro Gomes (PDT) empataria com os tucanos Alckmin e Doria. O PT foi o partido de maior preferência com eleitorado, com 18% de intenções de voto. A pesquisa aponta crescimento da popularidade da sigla, que tinha apenas 9% das intenções em dezembro de 2016. No entanto, 59% dos entrevistados não manifestou preferência partidária. Atrás, seguem PSDB e PMDB, empatadas com 5%. Outras legendas, PSOL, PV e PDT têm 1% das intenções cada. MICHEL TEMER - A pesquisa do Datafolha, publicada neste sábado no jornal Folha de S. Paulo, mostra que a aprovação do governo do presidente Michel Temer caiu para 7%. É o menor índice desde 1989 - quando o então presidente José Sarney tinha 5% de popularidade, no meio da crise da hiperinflação. (Fontes - O Globo; Folha de São Paulo  e Uol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o