segunda-feira, 12 de junho de 2017

CURITIBA.



Índios fazem protesto contra sistema criado para gerenciar folha de pagamento de servidores.
Resultado de imagem para Índios fazem protesto contra sistema criado para gerenciar folha de pagamento de servidores
Dezenas de índios protestam desde o início da manhã em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, contra o novo sistema de gestão de pessoas, o Meta4. O sistema foi criado para gerenciar a folha de pagamento dos servidores.
Entretanto, as instituições se recusam a aderir ao sistema e afirmam que a implantação tira a autonomia das universidades. Já o governo estadual, diz que quer mais transparência nas contas das instituições de ensino superior, já que os salários são pagos pelo estado.
Por conta desse impasse, algumas instituições como as universidades estaduais de Maringá (UEM), de Londrina (UEL) e do Oeste do Paraná (Unioeste), em Cascavel, não concordaram com a implantação do sistema e tiveram contas bloqueadas.
Os índios reclamam que as bolsas de estudo que eles recebiam de universidades estaduais foram cortadas.
A determinação para adotar o novo sistema veio do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR), responsável pela fiscalização dos gastos públicos.
Segundo a secretária de Administração e Previdência, Marcia Carla Pereira Ribeiro, o dinheiro bloqueado das universidades não é para gastos essenciais.
"É o dinheiro do estado do Paraná. Com o dinheiro, como anda hoje, cada vez mais limitado, ele precisa ser otimizado, precisa ser utilizado de forma eficiente, e nós precisamos ter acesso à informação para poder, eventualmente, fazer alguma correção", disse a secretária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o