terça-feira, 27 de junho de 2017

COMBATE A DOENÇA

Iapar e cooperativas combatem doença de laranjais com controle biológico

Uma parceria inédita entre o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) com a Cocamar Cooperativa Agroindustrial e a Citri Agroindustrial vem ajudando a controlar a principal doença que ataca a citricultura mundial. Trata-se do greening, responsável, dentre outros, por dizimar pomares na Flórida, um dos grandes produtores globais da fruta. O projeto, que começou em outubro do ano passado, envolve o controle biológico por meio da multiplicação, pelo Iapar, da tamaríxia (tamarixia radiata) uma vespinha originária do Sudeste Asiático, que é um predador natural do inseto psilídeo, o vetor da bactéria que causa o greening. O greening, também conhecido como huanglongbing (HLB), ataca as brotações sugando a seiva das folhas novas. Os sintomas são ramos com folhas amareladas, depauperamento das plantas e deformação dos frutos. Quando detectada a doença, as plantas precisam ser eliminadas, de acordo com Rui Pereira Leite, pesquisador do Iapar. “Trata-se do principal problema da citricultura mundial. Só para se ter uma ideia, a Flórida, que chegou a produzir 250 milhões de caixas de laranjas, hoje produz 65 milhões de caixas depois da incidência da doença”, explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o