sexta-feira, 19 de maio de 2017

FORA TEMER.

Força Sindical se une à CUT contra Temer e convoca ato para domingo

Brasília(DF), 16/12/2016 - Em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer entregou condecorações a 11 colombianos que auxiliaram no resgate às vítimas do voo da Chapecoense, que caiu na cidade de Medellín, no dia 29 de novembro. O prefeito de Chapecó Luciano Buligon também foi homenageado. Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles
Brasília(DF), 16/12/2016 – Em cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer entregou condecorações a 11 colombianos que auxiliaram no resgate às vítimas do voo da Chapecoense, que caiu na cidade de Medellín, no dia 29 de novembro. O prefeito de Chapecó Luciano Buligon também foi homenageado. Foto: Daniel Ferreira/Metrópoles
A Força Sindical, comandada pelo deputado Paulinho da Força (SD-SP), se juntou a outros movimentos de esquerda, como a União Nacional dos Estudantes (UNE), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e Central Única dos Trabalhadores (CUT), para participar no próximo domingo (21) de manifestação contra o presidente Michel Temer (PMDB) e a favor da antecipação de eleições gerais diretas.
Em delação, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, apontou que Temer teria dado aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).
Na hipótese de Temer sair da Presidência, o próximo na linha sucessória é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Em uma das interpretações jurídicas, o deputado teria 30 dias para convocar eleições indiretas, na qual só os membros do Congresso Nacional poderiam votar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

o